quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Profissão "Estranha"

Médico x Músico
Festa social, todo mundo com copo de whisky na mão. Dois sujeitos conversam:

- Olá, tudo bem?
- Sim, e vc, como vai?
- Vou bem. Me disseram que vc é músico?
- Sim.
- Nossa, e que instrumento vc toca?
- Toco ZABUMBA.
- E toca em quais orquestras?
- Na OSESP e na OSUSP.
- Que beleza, hein? Deve ser cansativo, nao?
- É o trabalho, ne?
- Realmente, admiro vcs músicos, grande profissão essa. Até queria que meu filho fizesse música, mas o garoto nao tem jeito, insiste que quer ser médico ou advogado.
- Ah, hoje em dia é assim, a garotada nao tem jeito. Mas, e vc, o que faz da vida?
- Eu sou médico.
- Jura? Mas como assim?
- Trabalho no Hospital das Clínicas.
- Clínicas, não conheço. E faz o que lá?
- Sou cardiologista.
- Mas vc tem um emprego não tem?
- Então, trabalho no hospital.
- Nas horas vagas?
- Não. Esse é o meu emprego.
- Mas ganha pra isso?
- Ganho sim, dá pra viver.
- E vc não estudou? Não quis saber de faculdade?
- Estudei, fiz faculdade de medicina.
- Ah, é? Não sabia que tinha. Que interessante. Sabe, eu fui médico amador quando era jovem, uma vez fiz até uma operação num rapaz que tinha sido atropelado. Usei uma flanela de carro pra estancar o sangue e uma faca pra abrir a barriga do rapaz e parar a hemorragia. Eu até gostava, mas nao levava muito jeito pra coisa. E aí minha mãe até disse: “Larga disso, garoto, vai estudar música”.
- É, queria ter tido uma mãe assim.

Esse diálogo rodou por e-mails e perfis de orkut. Para muitos é no mínimo engraçado, mas não deveria ser.
O preconceito existe há muito tempo, nós sabemos, e não estou falando desde os anos 40 ou 50.
É comum numa conversa, quando perguntado sobre o que faço a reação das pessoas serem a seguinte:
- Você é músico!?!........Que legal!!! Pianista!?!?! Puxa vida.....que bacana............ma-a-a-as........você faz mais o quê? Trabalha onde?
- Ué, trabalho com música.
De repente a expressão no rosto do ser a sua frente muda, ele se sente sem graça....mas ainda sim, pergunta:
- Nossa, mas você faz SÓ isso???
- Não, na verdade eu agêncio menores prostitutas no bairro da Luz e nas redondezas do Viaduto do Chá, aliás, sua irmã esta me devendo uma grana.
Pronto, fim de papo!
Pois bem, esse tipo de situação também acontece com atletas e talvez seja ainda mais gritante a "indignação" ou "espanto" das pessoas.
Imaginem a cena numa academia, por exemplo:
Uma moça se interessa por um rapaz ou vice-versa e puxa conversa:
- Olá, tudo bem?
- Tudo bem, e você?
- Tudo. Qual o seu nome?
- Bond, James Bond e o seu?
- *Melpômene ( Deusa grega da tragédia)
- E..... Blá Blá Blá Blá Blá Blá Blá Blá
- Blá Blá Blá Blá Blá Blá Blá
E depois de muito papo a menina solta:
- Nossa você é tão magrinho né? Ta aqui pra ganhar um pouco de massa muscular?
- Não, na verdade é só fortalecer mesmo. É que eu corro muito.
- Ahhh entendo, essa vida é muito corrida mesmo, pra todo mundo.
- Não,não, eu corro mesmo, sou atleta.
- Ah é, que bacana......(pronto, provavelmente vai pensar, xiiii.....e isso é profissão?)
Pois é SIM!!!!! Como toda e qualquer profissão.

Isso não aconteceu comigo, mas imaginem se acontecesse algo parecido:
- Olá, tudo bem? Qual seu nome?
- Rodrigo e o seu?
- *Euterpe ( Deusa grega da poesia)
- E aí, o que você faz?
- Sou músico
- Humm ( mais uma vez aquela expressão e a fatídica pergunta), mas você só faz isso?
- Não, faço Triatlhon também.
- Teatro?
- Não, Triathlon.
- ......teatro.
- Não, minha filha, TRIATHLON!!!
- AHHHHHHHHHHHHHH Táa( pensa rapidamente, que porra é essa???) Bacana, boa sorte então.
- Valeu.

Essa é a nossa realidade, por que lá fora, um atleta mesmo amador consegue ótimos patricínios, um músico é realmente respeitado e admirado. Em alguns países, um professor pode e deve pegar um mínimo de aulas porque ele precisa de tempo para estudar e os governantes entendem isso.
Se em algum momento EU pareci preconceituoso, me desculpem (mas foi apenas para ilustrar a situação). Essas coisas não acontecem com todo mundo e sempre, mas as vezes acontecem. E olha que estou falando de profissões, imaginem quando envolve outras questões muito mais polêmicas e porque não dizer, mais sérias.
Vamos nos respeitar e viver nossas vidas como escolhemos e amamos.....e se mesmo assim não estiver funcionando, como diria um velho amigo: FUCK THEM!!!!

Abraço a todos e obrigado pelas visitas!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

CABEÇA NA CAMA, PERNAS NA PISTA

Não sou de ficar postando meus treinos, mas de vez em quando acontece algo que não esperamos e fica aí uma boa lição.
Hoje quando acordei, pensei: definitivamente hoje vai ser difícil. Dormi super mal,mal mesmo!!!acordei com a cabeça pesada, cansado, com as pernas doendo, de mau humor....enfim, definitivamente hoje vai ser difícil, pensei novamente. Bom, vou pra pista e tentarei alguma coisa. O treino era complicado, pelo menos pra mim é!
2km de aquecimento
3 x 1200, 800, 400 - intervalo de 2' em cada tiro, e de uma série pra outra 400m trotando.
O 1º era leve, o 2º moderado e o 3º forte.
10' trote na grama
Cheguei com aquela cara amassada, o técnico que trabalha lá logo sacou e falou que se nao estivesse bem que era pra desencanar e apenas rodar.Falei que na verdade não queria fazer nada, que rodar só também não adiantaria. Queria voltar pra cama!!!
Pensei, pensei..... e se pensasse mais uma vez voltaria pra casa mesmo. Comecei o aquecimento, pernas pesadas....travadas....mal saía do lugar.Putz....Falei, não falei??? definitivamente hoje vai ser difícil.
Terminei o aquecimento, dei uma alongada e bora pro primeiro. Como esse era pra ser leve, sabia que pelo menos a primeira série completaria....foi doído, a cabeça mandava parar mas ao mesmo tempo não queria desistir, parecia que as pernas pesavam 20kg cada uma, estava muito travado. Mas agora que está aqui, termina isso então!!! Terminei a primeira série, trotei e fui pra segunda: Aí sim, fomos surpreendido novamente! hahaha Foi mal Zagalo.... não é que estava me sentindo melhor e mais solto. Boa, melhor assim! Só faltava a ultima, nem acreditava, até que passou rápido, pra quem estava como estava, pra quem dormiu como dormiu...Pô, estava bom demais. Ia conseguir fazer um bom treino. 1200, 800 e finalmente os ultimos 400m, já estava esgotado, mas era o último,só pensava na prova do batalhão, dos 10km dia 21 de março....vamos, vamos 200 ja foi, 300 agora....ultimos 100m, Final de prova, Chegada.......Bora, Bora....Ufa!!! acabou....trotinho e depois grama. Ao final, depois de tudo, alongamento, muita água e uma boa descansada na sombra, estava me sentindo revigorado, feliz e como diria um amigo meu: Nossa, outra pessoa!! Ou seja, valeu o sacrifício, não esperava fazer um bom treino, queria ter ido embora, mas não fui. E no fim a gente SEMPRE SE ARREPENDE DE NÃO TER IDO, DO QUE TER IDO.
As parciais foram, e que fique claro que PRA MIM, isso foi bom:
1ª série:
1200 - 4'50"
800 - 3'10"
400 - 1'32"

2ª série:
1200 - 4'42"
800 - 3'02"
400 - 1'26"

3ª série:
1200 - 4'31"
800 - 3'02"
400 - 1'21"

Abração a todos e bons treinos.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

MÚSICA X ATIVIDADE FÍSICA

Combinação perfeita! Acho que todos nós, atletas amadores ou não, fazemos 98% dos nossos treinos sozinhos, e uma grande companheira pra essas horas é a música. Aliás, ela faz parte de vários momentos de nossa vida, desde os alegres aos mais tristes. Músicas que marcaram nossa infância, adolescência nunca saem da cabeça e com essa lembrança sempre vem junto um sentimento diferente que as vezes nem conseguimos explicar o que é. Enfim, de uma forma ou de outra ela está e sempre esteve presente. Talvez você passe um ano sem ler um livro, mas nao passa uma semana sem ouvir algo. Com relação a treinar ouvindo música, claro que há quem nao curta, mas acho que são poucos os que se aventuram num longão de bike ou de uma corrida sem uma trilha sonora como companheira. Alguns estudos feitos em Londres comprovaram que uma boa música pode melhorar seu desempenho em até, pasmem, 20%!!! Os voluntários submetidos aos testes tiveram um aumento de 18% na melhora da perfomance. Ok, esse foi UM estudo, e podem haver outros apontando resultados opostos, porém acho que no final o que vale é o nosso feeling, e o meu diz que melhora sim!! Aí vale qualquer coisa, sua preferência dita o que vai rolar no Mp3, Mp4...... É comum vermos atletas de elite com um fonezinho de ouvido antes de uma prova importante, exemplo disso é o Phelps que sempre aparecia com grandes fones antes de uma final, no qual rolava aqueles Rap's americanos, ou no Hawaii com os favoritos preparando suas bikes na área de transição e munidos de música nos ouvidos. Quando você já está esgotado terminando aquele fartlek na rua e começa "aquela" música, é impressionante como tudo muda, é um gás extra pra aquele último tiro, nem que seja o de misericórdia e você caia duro no final, mas você o faz. Tenho no meu Mp4 várias pastas e enganam-se quem pensa que é de sinfonias de Beethoven, concertos de Rachmaninoff ou sonatas de Mozart. São pastas e mais pastas do bom e velho Rock'n Roll. Iron Maiden, Kiss, Paradise Lost,Dream Theater, W.A.S.P, Deep Purple, hardão anos 80: Poison, Nelson, FireHouse, Skid Row e até Bon Jovi antigo entre outras mais "alternativas" rss. Esse vídeo é de uma banda americana liderada por Dave Mustaine, que já tocou no Metallica e foi expulso da mesma formando então o Megadeth em 1983. A música é massa,é um exemplo daquelas que fizeram parte de alguma época na nossa vida, no meu caso adolescência. A Toute Le Monde é do disco Youthanasia de 1994 e a formação da banda naquela época era: Dave Mustaine — Vocal e guitarra Marty Friedman — Guitarra e backing vocals David Ellefson — Baixo e backing vocals Nick Menza — Bateria
video

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Na sequência de vídeos...........

Esse cara é um dos meus favoritos. Emil Grigoryevich Gilels ou simplesmente Emil Gilels. Nasceu no ano de 1916 e faleceu em 1985. Pianista da grande linhagem de músicos da antiga União Soviética, tinha um repertório extenso e variado, embora uma predileção pelos românticos e os russos do começo do século XX. Tem uma vasta discografia na qual suas interpretações das obras de Schumann, Beethoven e Brahms são consideradas referências, interpretações intocáveis no que diz respeito a perfeição, isso sem contar os russos.
Esse vídeo foi gravado em um recital na Grande Sala do Conservatório Tchaikovsky de Moscou, e peça é a inspirada Vocalise de Rachmaninoff.

Mais um vídeo inspirador!!!

Incrível sprint de Bevan Docherty

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Fim de semana cheio e produtivo!!!


Nesse fim de semana conheci duas cidades. Bertioga no sábado, onde corri o Biathlon, e domingo Nazaré Paulista onde fui a trabalho. Em ambos os dias fiquei feliz e satisfeito com a minha atuação, e voltei pra casa com a sensação de dever cumprido. Muito bom conhecer novas cidades fazendo o que a gente gosta.
A prova: A largada foi as 14:00, então dá pra imaginar o calor que estava. Nunca passei por nada igual, parecia que tinha um sol pra cada um, teve até quem passou mal. De acordo com a organização, a temperatura estava em torno de 40º, e devia estar mesmo, fora a sensação térmica que devia estar bem acima disso. Somente estando lá pra se ter uma idéia do que foi aquilo. Não ventava, era aquele tempo parado, e quando ainda batia um vento era quente e toda vez que isso acontecia me dava calafrio e sentia meus braços se arrepiando......Prova doida essa!!!
A água estava morna, parecia uma banheira, e ainda teve gente que usou roupa de borracha!!! rs
A corrida foi na areia da praia, passávamos por aqueles córregos que vem da rua ou sabe Deus de onde, trechos de areia fofa, saímos da praia até a calçada e voltamos, enfim, corrida rústica mesmo.
A prova contou com quase 300 inscritos e foi minha estréia na categoria 30/34 anos, essa que contou com 30 atletas.
Nadei razoavelmente bem, dentro do que esperava nadar mesmo, saí ritmado e mantive até a saída da água.Durante a transição consegui ultrapassar alguns atletas e saí desembestado pra corrida.....BURRO!!! Claro que com aquele calor só ia dar numa coisa, aquelas quebradas clássicas! Aquelas que você manda pro inferno as técnicas de corrida e vai do jeito que dá, respirando o que pode, fazendo cara feia. Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu. No final um cara encostou e aos poucos foi me passando, quando vi a letra D marcada nele, pensei: OPA!! PÉRA LÁ!! é a minha....não sei de onde tirei força, corri forte, passei por ele e fui embora. No final terminei em 10º dos 30 e minha corrida foi a 7ª melhor da categoria. Depois disso foi só tomando uma cervejinha pra recuperar e curtir a praia. E nem dava pra se refrescar no mar, pelo fato da água estar quente. Agora é se preparar para as próximas etapas.
Parabéns a todos de Taubaté que competiram, em especial ao Giovanni que foi campeão na 35/39.
Bons treinos e muita música a todos!!!!!



domingo, 7 de fevereiro de 2010

Essa semana, um de meus mais antigos e melhores amigos perdeu o pai. Fica aqui meus pêsames a esse grande amigo e toda sua família. Nessas horas é que percebemos o quanto uma boa colocação numa prova ou como nos preocupamos com algumas notas erradas em um recital, ficam pequenos diante tremenda perda.
Fiquem com Deus!!!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Um vídeo muito inspirador e emocionante! Trata-se desse grande corredor, hoje aposentado das corridas como profissional, Emerson Iser Bem. Além de ter sido um excelente atleta, ele é gente finíssima, humilde, carísmatico, enfim......o famoso "boa praça". Atualmente morando em Taubaté, ele tem uma assessoria esportiva onde trabalha com atletas amadores, profissionais e talentos promissores.
Vencedor da São Silvestre de 1997, bateu ninguém menos que Paul Tergat, que já era bi-campeão da prova, e que depois viria a se tornar penta.
Foi tri-campeão brasileiro juvenil nos 5000 metros e detem até hoje o recorde na distância com incríveis 13'59".
Campeão do GP de Portugal de Cross Country em 1997, campeão da meia maratona de Buenos Aires (1996), Campeão da meia maratona de São Paulo(1997). Sua melhor marca nos 10km em corridas de rua, é o também incrível tempo de 27'59".